BLOG

Brasilidades

A culinária brasileira é resultado da união de aspectos gastronômicos de diferentes países, afinal, o Brasil uniu diferentes hábitos vindos dos indígenas nativos, dos imigrantes portugueses e de outros países da Europa, e dos escravos africanos, durante os mais de 300 anos de colonização. Assim, transformou a cozinha europeia e as especiarias do oriente, e agregou diversos ingredientes africanos e nativos:
– Colonizadores portugueses: trouxeram o coco da Índia, o sal, a canela em pó, a buchada, os cozidos e o sarapatel. Também são responsáveis pela confeitaria a base de ovos e açúcar;
– Ingredientes africanos: frutas como a manga, a jaca e a carambola, além do cuscuz, dendê e pimentas (como a malagueta);
– Ingredientes usados pelos indígenas: peixes, frutas da estação e animais de caça. Ainda, os alimentos à base de mandioca e milho, a folha de bananeira como método de cozimento (utilizada para envolver diversos alimentos ao serem cozidos) e utensílios de cerâmica;
– Outros imigrantes europeus: a pizza e o macarrão da Itália; os embutidos da Alemanha; a panificação da França; e a utilização de frutos do mar da Espanha.
Ainda, por ser um país de grande extensão, cada região brasileira apresenta seus alimentos e pratos típicos, no entanto, a feijoada é um dos pratos mais brasileiros, que se originou da ideia de um prato único: feijão, carnes e verduras em uma mesma preparação.
O Nordeste, por exemplo, tem influência indígena e, pela sua localização, consome mais peixes, mandioca e frutas como o guaraná e o bacuri. Já o Norte, tem sua culinária conhecida pela variedade de pimentas, iguarias como pato no tucupi e cremes de frutas como o de cupuaçu. Ambas as regiões do norte do país utilizam feijões, tubérculos como o inhame e a mandioca, o leite de coco, o dendê e frutos do mar.
No Sul e Sudeste brasileiros, são encontrados rebanhos bovinos e ovinos levando ao maior consumo de carnes e linguiças, principalmente em forma de churrasco. Por serem regiões cosmopolitas, são locais em que é possível encontrar uma variedade de culinárias: italiana, oriental, alemã, etc. Já no centro do país, a região do cerrado, são mais comuns os pratos à base de carnes dos rebanhos e de caça, além de frutas e hortaliças típicas da região, como o pequi.
A miscigenação de gostos, culturas, formas e aromas deram origem ao que chamamos hoje de culinária brasileira. Aproveite!

 

Referências bibliográficas:
1. Vainsencher SA. Culinária Brasileira. Fundação Joaquim Nabuco, Governo do Brasil. 2007. Disponível em: http://basilio.fundaj.gov.br/pesquisaescolar./index.php?option=com_content&view=article&id=549&Itemid=182