PORTALRGNUTRI

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE SUGERE TAXAÇÃO DE BEBIDAS AÇUCARADAS

novembro 16, 2016

Na última semana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu aos países que apresentem medidas de taxação sobre as bebidas açucaradas, incluindo sucos, chás, refrigerantes, néctares e bebidas energéticas. O objetivo principal da organização é oferecer mais uma ferramenta contra o crescimento acelerado da prevalência de sobrepeso, obesidade e doenças crônicas não transmissíveis em todo o mundo.
Além da sugestão de implementação dos impostos, a OMS disponibilizou dados e informações quanto aos possíveis benefícios à saúde da população através da nova taxa. Segundo o órgão de saúde, o aumento de 20% do custo das bebidas açucaradas provocaria uma redução do consumo proporcional, o que segundo o diretor do Departamento de Prevenção das Doenças Não Transmissíveis da OMS, poderia salvar vidas, além de reduzir os custos do cuidado à saúde de cada país.
Pesquisadores da agência também observaram que o subsídio para frutas e legumes frescos, ou seja, o esforço do governo em reduzir o preço de tais alimentos em 10 a 30% pode aumentar o consumo dos mesmos e auxiliar no combate à obesidade.
Segundo a OMS, países como México e Hungria já iniciaram a taxação desses produtos, enquanto Filipinas, África do Sul e Reino Unido estudam medidas para tal. A entidade sugere ainda que os governos direcionem o dinheiro arrecadado com os novos impostos para a saúde, medida esta que pode ganhar apoio popular.

 

Referências bibliográficas:
1. World Health Organization. WHO urges global action to curtail consumption and health impacts of sugary drinks. Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/news/releases/2016/curtail-sugary-drinks/en/
2. Folha Online. OMS sugere que países taxem bebidas açucaradas como sucos e refrigerantes. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2016/10/1822217-oms-sugere-que-paises-taxem-bebidas-acucaradas-com-sucos-e-refrigerantes.shtml
3. Veja. Bebidas com açúcar devem ter aumento de impostos, diz OMS. Disponível em: http://veja.abril.com.br/saude/oms-recomenda-aumento-de-impostos-de-refrigerantes-e-bebidas-acucaradas-2/