PORTALRGNUTRI

Aleitamento Materno no Combate à Obesidade Infantil

setembro 22, 2017
O leite materno fornece aos bebês toda a energia e os nutrientes que eles precisam. A amamentação envolve diversos aspectos, entre os quais a quantidade e qualidade de alimento ingerido, a época de introdução de alimentos sólidos, o desenvolvimento dos mecanismos regulatórios da ingestão alimentar, assim como aspectos comportamentais associados à relação mãe-filho e à formação do hábito alimentar da criança. Toda essa complexa rede de benefícios faz com que o aleitamento materno seja visto como auxiliador na prevenção da obesidade infantil.
As crianças de mães diabéticas são mais propensas a apresentarem sobrepeso e obesidade, entretanto, a amamentação pode ser um importante fator para diminuir essa tendência. Isso foi apontado por pesquisadores da Escola de Saúde Pública do Colorado (EUA), em um estudo no qual foram analisados e comparados dois grupos: um com 94 mães diabéticas, e outro com 399 de mães sem a doença.
O estudo avaliou o Índice de Massa Corporal (IMC) dos filhos dessas mães desde o nascimento até os 13 anos. Os filhos de mães diabéticas que foram amamentados durante pelo menos seis meses apresentaram um aumento do IMC de forma mais lenta do que aqueles que tiveram um período de amamentação mais curto. O mesmo resultado ocorreu entre as crianças que não tinham mães diabéticas.
Assim, a pesquisa traz uma alternativa para auxiliar na normalização do aumento do IMC de crianças expostas ao diabetes ou à obesidade durante a gestação da mãe e, também, fornece mais uma forte razão para incentivar o aleitamento materno: segundo a Organização Mundial de Saúde, até os 6 meses de idade, o aleitamento materno deve ser exclusivo.
Referência bibliográfica:
1. Crume TL, Ogden LG, Mayer-Davis EJ, Hamman RF, Norris JM, Bischoff KJ, McDuffie R, Dabelea D. The impact of neonatal breast-feeding on growth trajectories of youth exposed and unexposed to diabetes in utero: the EPOCH Study. Int J Obes (Lond). 2012 Apr;36(4):529-34.