PORTALRGNUTRI

NOVA PIRÂMIDE ALIMENTAR DA BÉLGICA

outubro 27, 2017

No último mês (setembro/2017) a Bélgica lançou um novo guia alimentar em forma de pirâmide invertida, que desloca a base da alimentação para o topo do modelo, deixando bastante claro o que é mais importante, alimentos que devem ser priorizados.

A pirâmide chama atenção primeiramente para o seu topo, que destaca a necessidade de beber água sempre. Em seguida, estão os alimentos fontes de carboidratos, sobretudo grãos integrais, além das frutas, leguminosas (feijões), vegetais e óleos vegetais. No centro do ícone estão alimentos de origem animal, como ovos, leite e derivados, peixes e frango. Já na parte inferior da pirâmide estão as gorduras de origem animal e carne vermelha, alimentos que devem ter seu consumo moderado. Essas proporções, segundo o modelo, compõe uma alimentação saudável e balanceada.

A pirâmide “principal” não contempla frituras, embutidos, sal, açúcar, farinhas refinadas, alimentos processados e álcool, que ficaram alocados em ícone ao lado da pirâmide. Isto reforça a ideia de que esses alimentos devem ser uma exceção à regra na dieta, consumidos o mínimo possível.

A nova pirâmide belga não traz grande novidade nas recomendações, mas o destaque do ícone está principalmente na sua clareza e facilidade de comunicar as diretrizes.

A pirâmide interativa está disponível no site do Flemish Institute for Healthy Living: www.gezondleven.be

 

Imagem: Flemish Institute for Healthy Living

 

Referências Bibliográficas:

Flemish Institute for Healthy Living. Disponível em: www.gezondleven.be. Acesso em 13 de outubro de 2017.

Food Politics by Marion Nestle. Disponível em: https://www.foodpolitics.com/2017/10/belgiums-new-food-pyramid/. Acesso em 13 de outubro de 2017.