PORTALRGNUTRI

Os micronutrientes que auxiliam no desenvolvimento das crianças

novembro 10, 2017

Os micronutrientes são compostos essenciais para o bom funcionamento do organismo, e a sua deficiência pode ocorrer devido a ingestão inadequada ou associada à doenças específicas.
Diante desse cenário, as crianças são as mais vulneráveis a esse tipo de deficiência, afinal, estão mais expostas a esse problema nutricional durante a infância. Sabe-se que mais de 60% das 10 milhões de mortes que ocorrem em crianças menores de 5 anos de idade, são devido a essas deficiências nutricionais, em sua maioria causada por doenças infecciosas que geram diarreias preocupantes.
Estudos realizados sobre desnutrição no Brasil, apontam em seus resultados que as principais deficiências de micronutrientes são: vitamina A, ferro, cobre, zinco e magnésio. Os três últimos apresentam importante ação regulatória sobre o sistema imunológico, e a deficiência destes micronutrientes pode acarretar em disfunções imunológicas tornando esse publico mais susceptível a infecções.
Já a deficiência leve de vitamina A pode ocasionar em comprometimento do sistema imunológico, diminuindo a resistência a sarampo e diarreias, por exemplo, já a carência grave pode ocasionar em problemas na visão. Por fim, a deficiência de ferro nas crianças pode levar a anemia e um consequente prejuízo no desenvolvimento e crescimento infantil.
Para reduzir a deficiência de vitaminas e minerais em crianças, o Ministério da Saúde (MS) lançou uma Estratégia de Fortificação da Alimentação Infantil com Micronutriente em Pó, também chamada de NutriSus. Tal estratégia baseia-se em fortificar a alimentação infantil com micronutrientes, através da adição de vitaminas e minerais em pó diretamente nos alimentos oferecidos nas creches que participam do programa Saúde na Escola, abrangendo crianças a partir dos 6 meses de idade. Essa fortificação tem como objetivo fortalecer o desenvolvimento das crianças e diminuir de forma preventiva e controlada as deficiências nutricionais, em especial, a anemia por deficiência de ferro.
Além de estratégias públicas como a citada acima, para suprir a demanda de vitaminas e minerais na infância, é essencial que os pais atentem-se e ofereçam às crianças uma alimentação saudável, variada, equilibrada e adequada em vitaminas e minerais.

 

Referência bibliográfica
1. Monte CMG, Giugliani ERJ. Recomendações para alimentação complementar da criança em aleitamento materno. Jornal de Pediatria. 2004; 80(5).
2. Portal do Ministério da Saúde. Estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes em pó. Disponível em: http://dab.saude.gov.br/portaldab/pse.php?conteudo=nutrisus. Acesso em: 14 de janeiro de 2016.
3. Ministério da Saude – Caderno de Atenção Básica n. 20. Série A. Normas e Manuais técnicos. Carência de micronutrientes, 2007.