BLOG

Orientação e bem estar

Como montar uma lancheira saudável?

A alimentação infantil deve suprir as necessidades nutricionais da criança para garantir crescimento e desenvolvimento adequados, além de qualidade de vida. Por isso, a combinação correta de nutrientes deve ser levada em conta na hora de preparar uma lancheira.
O lanche das crianças deve ser oferecido em horário determinado e em porções nutricionalmente planejadas, propiciando boas condições para atingir o potencial de crescimento e manter um adequado estado nutricional até a fase adulta. É necessário estar atento não somente aos excessos de gorduras e carboidratos, que são mais facilmente identificados, mas também ao conteúdo de sal dos alimentos. A preocupação com as quantidades de cálcio ingeridas também é importante, pois durante os lanches há uma maior oportunidade para o consumo dos alimentos fonte deste mineral.
O que não pode faltar no lanche?
– Um líquido para repor as perdas nas atividades físicas, como chás, água de coco engarrafados ou em embalagem tetra-pack, preferencialmente sem açúcar;
– Uma fruta prática para consumir com casca ou cuja casca possa ser retirada com facilidade, como maçã, banana, pera, morango, uva;
– Um tipo de carboidrato para fornecer energia como pães de farinhas integrais (aveia, grãos, centeio, integral, preto), pão sírio, pão francês com gergelim, bolos simples (de laranja, cenoura, maçã, fubá), biscoitos doces ou salgados sem recheios e barras de cereais, tendo atenção sempre à quantidade, pois é apenas parte do lanche.
– Um tipo de proteína láctea: requeijão, queijo branco, ricota, mussarela, leite e achocolatados em embalagem longa vida e iogurte, atentando-se sempre à temperatura da lancheira, para que tais alimentos não estraguem.
Na elaboração dos lanches deve-se respeitar a disponibilidade de alimentos, dando preferência por alimentos regionais e produtos básicos, evitando alimentos e preparações com altos teores de gordura saturada, trans, açúcar e sal e incentivando o consumo de frutas e hortaliças!

 

Referência bibliográfica
1. Sociedade Brasileira de Pediatria. Lanche Saudável – Manual de Orientação. Departamento Científico de Nutrologia. São Paulo, p.1-52, 2012.