BLOG

Orientação e bem estar

Benefícios do Kefir

Kefir é um produto lácteo- fermentado produzido a partir da fermentação do leite por meio de uma colônia de micro-organismos formada por lactobacilos e leveduras presentes de forma natural nos grãos de kefir. Os grãos são uma massa biológica branca macia, gelatinosa (biomassa), formada por proteína, lipídios (gorduras) e um complexo polissacarídeo solúvel: o Kefiran. Além do leite, uma mistura de água e açúcar mascavo, suco de frutas e leites vegetais também podem ser utilizados como substrato para a produção da bebida com processo de fermentação similar ao kefir de leite tradicional.
Assim como outros produtos lácteos fermentados, o kefir é considerado um alimento probiótico, ou seja, possui uma colônia de micro-organismos vivos que quando consumidos em quantidades adequadas trazem benefícios para a saúde.
A composição nutricional do kefir é amplamente variada e é influenciada pela composição do leite e dos grãos utilizados, além do binômio tempo/temperatura de fermentação e forma de armazenamento. Durante a fermentação em temperatura ambiente, ocorre a quebra de proteínas do leite fornecendo aminoácidos importantes com destaque para lisina, isoleucina, fenilalanina, valina, treonina, metionina e triptofano aminoácidos essenciais que não são produzidos em nosso organismo sendo necessário o consumo por meio da dieta.
O kefir também é uma boa opção para indivíduos intolerantes à lactose, uma vez que cerca de 30% da lactose do leite é hidrolisada no processo de fermentação.
Com referência ao teor vitamínico, o kefir apresenta vitaminas B1, B2, B5, C, A e K em sua composição e entre os minerais é uma boa fonte de Magnésio, Cálcio e Fósforo. Além disso, durante o processo de fermentação as vitaminas do Complexo B são aumentadas fortalecendo o sistema imunológico, combatendo os radicais livres e preservando a saúde de unhas, pele e cabelos.
Alguns estudos também mostram que o kefir possui ação como antifúngico, antibactericida e anti-inflamatório. O efeito imunomodulador do kefir pode ser atribuído à capacidade deste probiótico em diminuir ou restaurar a permeabilidade intestinal. Assim, sua atuação na microbiota humana aumenta a produção de anticorpos, reduzindo a resposta inflamatória. Vale ressaltar que o estado inflamatório está associado ao desenvolvimento de algumas doenças crônicas, como obesidade, diabetes e câncer.
Bastante versátil, hoje o kefir pode ser incorporado no hábito alimentar não somente como bebida, mas também no uso de diversas preparações do dia-a-dia como pães, bolos, sobremesas e em substituição ao leite e seus derivados.
Como se não bastasse, outro ponto a favor do kefir é o baixo custo de produção, uma vez que uma colônia-mãe com grãos de Kefir (se manipulado de forma adequada e em boas condições de higiene) pode ter validade ilimitada.

 

Referências Bibliográficas:
Bourrie, B.C.; Willing, B.P.; Cotter, P.D. The microbiota and health promoting characteristics of the fermented beverage kefir. Front. Microbiol. 2016, 7, 647.

Prado MR, Blandón LM, Vandenberghe LP, Rodrigues C, Castro GR, Thomaz-Soccol V, et al. Milk kefir: composition, microbial cultures, biological activities, and related products. Front Microbiol. 2015;6:1177.

SANTOS, F.L.., SILVA, E.O., BARBOSA, A.O., SILVA, J.O. Kefir: uma nova fonte alimentar funcional?. Diálogos & Ciência (Online), v. 10, p1-14, 2012.