buscar:      

siga-nos:


Minerais
Calorias & Nutrientes - Minerais

Além dos elementos orgânicos (oxigênio, carbono, hidrogênio e nitrogênio), cerca de 4% do peso corporal são formados por um grupo de 22 elementos principalmente metálicos, conhecidos como os minerais. São classificados no corpo como minerais principais ou macrominerais (que precisam estar presente em grandes quantidades) e como oligoelementos (traços) ou microminerais, presentes em quantidade mínimas, menos de 0,5 % da massa corporal (MCARDLE et al, 1992).

A maioria dos minerais, ocorre livremente na natureza, principalmente nas águas dos rios, lagos e oceanos , na camada superior do solo e por baixo da superfície terrestre.Podem também ser encontrados nos sistemas de raízes das plantas e árvores e nas estruturas corporais de animais que consomem plantas e água que contém esses minerais (MCARDLE et al, 1992).

Função dos minerais

Os minerais desempenham 3 papéis importantes para o organismo:

  1. Estrutural: geram a estrutura da formação dos ossos e dentes
  2. Funcional: participam na manutenção do ritmo cardíaco, na contratilidade muscular, condutividade neural, e no equilíbrio ácido básico do organismo.
  3. Regulador:Agem como parte importantes das enzimas e dos hormônios que modificam e regulam a atividade celular. (MCARDLE et al, 1992).

Abaixo segue alguns dos macrominerais e as suas principais funções no organismo:

Cálcio: a principal função do Cálcio é manter a estrutura de ossos e dentes. Além disso, é importante para vasoconstrição e vasodilatação, transmissão de impulsos nervosos, contração muscular e secreção de hormônios como a insulina. Fontes alimentares: leite e seus derivados (CARDOSO, 2006; GALANTE, ;NOGUEIRA;MARI, 2007).

Fósforo:É um mineral essencial para o funcionamento normal de todas as células do organismo, suas funções básicas são fazer parte de diversos processos bioquímicos e da estrutura celular, tais como geração de transferência de energia, armazenamento de compostos fosforilados como o ATP e o fosfato de creatina. Além disso, os ácidos nucléicos ( DNA e RNA), responsáveis pela estocagem e transmissão da informação genética, são longas cadeias de moléculas de fosfato. Hormônios, enzimas dependem da fosforilação para a sua ativação. Fontes alimentares: leite e seus derivados, carnes, peixes, leguminosas (CARDOSO, 2006; GALANTE; NOGUEIRA; MARI, 2007).

Magnésio: participa de mais ou menos 300 reações enzimáticas do metabolismo. É também um constituinte importante dos ossos e dentes, membrana celular e cromossomo.Mas a sua principal função está relacionada à produção de energia no organismo, sendo que o trifosfato de adenosina ( ATP), é necessário em todos os processos metabólicos e existe em todas as células sob a forma de ATP( MgATP).

Está presente também na formação do AMP cíclico (Adenosina cíclico), importante papel na resposta celular e hormônios. Fontes alimentares: Sementes, oleaginosas, leguminosas, cereais integrais, frutos- do-mar e vegetais verde –escuro (CARDOSO, 2006; GALANTE; NOGUEIRA; MARI, 2007).

Potássio: As funções deste mineral estão relacionadas à manutenção da integridade celular e balanço hídrico, contração muscular, síntese de glicogênio, catabolismo da glicose, metabolismo de proteínas e de carboidratos, atua também na manutenção da diferença de potencial através das membranas celulares. Fontes Alimentares: Carnes, frutas (banana nanica, laranja pêra, uva, kiwi, melão, maracujá), legumes, leite e oleaginosas (CARDOSO, 2006; GALANTE; NOGUEIRA; MARI, 2007).

Nota: Alguns fatores podem afetar a biodisponibilidade dos minerais:
 Fatores intrínsecos ou fisiológicos, como metabólicos ( lactação, crescimento), genéticos, idade, flora intestinal, e os extrínsecos, como antagonismo competitivo entre íons ( ferro e cálcio), estado de oxidação, quelantes naturais ( ácido ascórbico, aminoácidos) e solubilidade (GALANTE, ;NOGUEIRA;MARI, 2007).

 

Veja na  tabela abaixo alguns alimentos e a quantidade de minerais que fornece


Alimento

Medida caseira

Mineral / quantidade (mg)

Leite*

1 copo (200ml)

Cálcio/ 226

Feijão

1 concha (86g)

Fósforo/ 74,82

Fígado

1 bife (100g)

Fósforo/ 420

Nozes

½ xícara (47,5g)

Magnésio / 72,67

Castanha do pará

½ xícara (70g)

Magnésio / 255,5

Melão

1 fatia média (108g)

Potássio / 233,28

FONTE: TACO, 2006; * Tabela da UNIFESP, 2009.

 

Referências Bibliográficas:

CARDOSO, M.A. Nutrição Humana: Nutrição e Metabolismo. II.Série. Rio de Janeiro: Ed Guanabara Koogan S.A., 2006. Capítulo 15,  p. 236.

GALANTE, A.P; NOGUEIRA, C.S; MARI, E.T.L. Biodisponibilidade de Mineraiss. In: SILVA, S.,M.,C.,S. e MURA, J.,D.,P. Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia. São Paulo: Ed Roca, 2007. Capítulo 5,  p.105-115.

McDARDLE, W.D; KATCH, F.I;KATCH,V.L. Fisiologia do Exercício: Energia, Nutrição e Desempenho Humano. 3ª Edição, Rio de Janeiro,Ed Guanabara Koogan S.A., 1991.

NEPA-UNICAMP. Tabela brasileira de composição de alimentos. Versão II. 2ª ed. Campinas: NEPA-UNICAMP; 2006.

UNIFESP. Tabela de composição química dos alimentos [online] [acesso em 2009 mar 9]. Disponível em: <http://www.unifesp.br/dis/servicos/nutri/>