buscar:      

siga-nos:


Digestão de Lipídeos
Saúde & Performance - Fisiologia

Os lipídeos, gorduras ou lipides, são macronutrientes que desempenham funções energéticas, estruturais e hormonais no organismo e constituem aproximadamente 34% da energia na dieta humana. Possuem estrutura semelhante aos carboidratos e proteínas, com uma combinação de moléculas de carbono, oxigênio e hidrogênio, porém a relação entre estes é maior.

Gorduras e óleos têm como principal função o fornecimento de energia, enquanto os fosfolipídeos são constituintes da membrana, desempenhando função estrutural de alta importância biológica.Os lipídeos diferem-se uns dos outro pelas suas composições químicas e propriedade física, exceto pelo fato de que todos são solúveis em solventes orgânicos. São classificados em simples (äcido graxo, gorduras neutras e ceras), compostos (fosfolipídeos, glicolipídeos e lipoproteína) e derivados (esteróis e hidrocarbonetos).

Os ácidos graxos (AG) são compostos integrantes de quase todos os lipídeos, sendo que o que os difere é o tipo de ligação (saturados e insaturados). Alguns são sintetizados pelo organismo e aqueles que não podem ser sintetizados pelo organismo, portanto obrigatórios na alimentação, são denominados AG essenciais. A ingestão excessiva de lipídeos, contudo, tem sido relacionada às doenças coronarianas.

O evento inicial da digestão de lipídeos da alimentação começa na boca. Embora, nenhuma hidrólise de triglicérides ocorra na boca, os lipídeos estimulam a secreção da lípase das glândulas serosas na base da língua e posteriormente quantidades de gorduras são digeridas no estômago pela lipase gástrica, hidrolisando parte dos triglicerídeos em ácidos graxos e glicerol. Entretanto, a porção principal da digestão de gordura ocorre no intestino delgado, como resultado da lipase pancreática. A presença de gordura e proteína no intestino delgado também estimula a secreção de CCK. Esta, por sua vez, estimula a secreção biliar e pancreática. Äcidos graxos livres e monoglicerídeos produzidos pela digestão formam complexos chamados micelas, que facilitam a passagem dos lipídeos através do ambiente aquoso do lúmem intestinal para borda em escova. Os sais biliares são então liberados de seus componentes lipídicos e devolvidos ao lúmem do intestino. Na célula da mucosa, os AG e monoglicerídeos são reagrupados em novos triglicerídeos, estes juntamente com o colesterol e fosfolipídeos são circundados em forma de quilomícrons (QM).

Os QM são transportados e esvaziados na corrente sanguínea, e então levados para o fígado, onde os triglicerídeos são reagrupados em lipoproteínas e transportados especialmente para o tecido adiposo, para o metabolismo e para o armazenamento. O Colesterol é absorvido de modo similar, após ser hidrolisado da forma de éster pela esterase colesterol pancreática. As vitaminas lipossolúveis A, D, E e K também são absorvidas de maneira micelar, embora algumas formas hidrossolúveis de vitaminas A, E e K e caroteno possam ser absorvidas na ausência de sais biliares.

Fonte
Enzima ou Fator
Substrato
Produtos Finais
Boca
Estômago
Lipase Lingual
Lipase gástrica
Gordura Emulsionada Ácidos Graxos e Glicerol
Pâncreas
Lipase e co-lipase pancreática
Gordura Emulsionada Ácidos Graxos

Glicerol

Mono/Diglicerídeos

Colesterol esterase Ésteres de
colesterol com
ácidos graxos
Colesterol livre e ácidos graxos
Fígado
e
vesícula biliar
Sais biliares e álcalis
Gorduras Ácidos graxos + sais biliares e gordura neutra emulsionada
Intestino delgado
Lecitinase Lecitina Glicerol, ácidos graxos e fosfocolina

 

Matéria elaborada pela Equipe RGNutri