buscar:      

siga-nos:


Crianças no Restaurante
Saúde & Qualidade de Vida - Crianças

Feijoada, comida japonesa, camarão.... Afinal, quais as escolhas dos adultos em restaurantes que podem ser estendidas às crianças, sem medo de qualquer tipo de intolerância? Atualmente, preocupados com a satisfação dos pequenos, restaurantes têm colocado nos cardápio opções especialmente destinadas à eles: bifinhos com fritas, hambúrguer com arroz e salada, entre outras.

Mesmo assim, oferecer determinadas preparações para as crianças requer alguns cuidados, para que estas possam se deliciar sem nenhum problema.

Feijoada

A feijoada, e outros alimentos cuja composição é acentuada em gordura, deve requerer cuidado no oferecimento. Isso porque a gordura em excesso dificulta a digestão por atrasar a saída do alimento do estômago, o que pode deixar a criança incomodada e sonolenta. A melhor opção é colocar no prato as partes mais magras do preparo, como a carne seca, o feijão, complementado com couve e arroz. A laranja de acompanhamento também é bem vinda!

Peixe e camarão

É grande a rejeição de peixes entre crianças e adolescentes, e isso pode estar envolvido com a pequena estimulação de consumo da infância, já que muitos pais têm medo de oferecer o alimento e este causar algum tipo de intolerância. Porém, o grande risco de alergia por peixes acontece no primeiro ano de vida. Após essa fase, a criança pode e deve consumir o alimento, desde que seja de boa procedência. Este alimento é rico em proteínas e gorduras insaturadas, as quais são muito benéficas para a saúde. Já o camarão pode causar alergia até em adultos, portanto o primeiro oferecimento deve ser cuidadoso, introduzindo uma quantidade pequena e observando posteriormente se desencadeou algum efeito negativo na criança.

Comida Japonesa

A culinária japonesa traz deliciosas opções para as crianças. Os sushis fazem muito sucesso, e podem ser oferecidos sem medo desde não tenham peixe cru (pode ser os de pepino, kani e frutas). Já os sashimis, por serem feitos com peixe cru, não devem ser oferecidos para crianças menores, pois ainda pode desencadear uma toxinfecção alimentar se não estiver em perfeitas condições de consumo.

Outras deliciosas opções para crianças ficam por conta do Tepan Yaki, uma mistura de legumes com carne, frango ou peixe, servidos na grelha com shoyo, e acompanhado de arroz. Este é uma refeição completa, já que fornece os três grupos alimentares: energéticos (arroz), construtores (carne) e reguladores (legumes). A Yakissoba, uma mistura de macarrão com shoyo e legumes também é uma ótima opção e que agrada muito o paladar infantil.

Refrigerante pode?

Qualquer bebida quando consumida em excesso durante a refeição faz mal, pois atrapalha o apetite e prejudica a digestão. No entanto, o consumo esporádico, além de ser permitido, faz parte da educação, da cultura e do apelo da mídia vivido pela criança. O importante é que a criança conheça os refrigerantes e consiga colocá-los em sua rotina alimentar de forma equilibrada e disciplinada, como por exemplo, aos finais de semana.

Seja qual for a opção dos pais no restaurante, sempre há uma forma de conciliar os pratos oferecidos às refeições das crianças. A regra é tentar fugir de preparações muito condimentadas e gordurosas, e em casos de dúvida, não fuja dos pratos que a criança está acostumada, o que pode agradar mais e alimentar melhor.