buscar:      

siga-nos:


Yacon – Benefícios para a Saúde
Saúde & Qualidade de Vida - Saúde & Nutrição

A yacon é uma raíz originária dos Andes, onde é utilizada na alimentação humana desde a civilização inca. No Japão é muito utilizada pelas supostas propriedades antidiabéticas e contra pressão alta. Seu aspecto é parecido com a batata-doce, pode ser consumido cru em salada, cozido ou refogado.

Seu consumo aumentou com as descobertas de suas propriedades benéficas à saúde. A raiz apresenta elevado teor de água e reduzido valor energético, pois ao contrário dos outros tubérculos que estocam energia na forma de amido, no yacon o principal carboidrato de reserva são os frutooligossacarídeos (FOS).  Os frutooligossacarídeos são açúcares que não podem ser digeridos pelo organismo humano e são considerados compostos bioativos para a nutrição (1). O FOS possui também ação bifidogênica, ou probiótica (crescimento ou ação de bactérias benéficas presentes no intestino) (1).

O percentual de água do yacon é em torno de 83 a 90% do peso fresco. E por isso, o valor energético da raiz é baixo (5). Dentro dos carboidratos totais, entre os açúcares estão os monossacarídeos frutose e glicose, os oligossacarídeos sacarose e finalmente os frutooligossacarídeos. Possui também traços de amido e inulina (3).

Com relação aos demais nutrientes, a quantidade de proteínas, lipídeos, vitaminas e minerais da raíz é baixo (7). O potássio é o mineral em maior abundância, mas também são encontrados cálcio, fósforo, magnésio, sódio, ferro, zinco, manganês (6).

A raíz de yacon possui grandes quantidades de compostos fenólicos, que possuem ação antioxidante, protegendo as células dos radicais livres em excesso, diferente de outras raízes (8).
Seu principal benefício é o efeito hipoglicemiante, que ainda vem sendo estudado. Uma das possíveis explicações seria a quantidade de frutooligossacarídeos (FOS) – que se transforma em um a espécie de gel, que uma vez no intestino é capaz de retardar a absorção de glicose. Por possuir potássio em sua composição, tem leve efeito diurético, é utilizado com resultados positivos por hipertensos e pacientes com hipercolesterolemia. (4)

Apesar de suas propriedades terapêuticas, ainda são necessários mais estudos para comprovação.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. CASTILLO ALFARO, M.E.; VIDAL MELGAREJO, S.A. El yacón: una nueva alternativa en la prevención y el tratamiento de la salud. 2005. Capturado em 2 ago. 2005. Online. Disponível na Internet http://infoagro.net/es/apps/news/record_view.cfm .
2. FREITAS, D.G.C.; JACKIX, M.N.H. Efeito de bebida adicionada de frutoligossacarídeo e pectina no nível de colesterol e estimulação de bifidobactérias em hamsters hipercolesterolêmicos. Brazilian Journal of Food Technology, Campinas, v.8, n.1, p.81-86, 2005.
3. GRAU, A. et al. El retorno del yacon. Ciencia Hoy, v.11, n.63, 2001. Capturado em 20 jan. 2006 . Online. Disponível na Internet http://www.cienciahoy.org/hoy63/yacon2.htm.
4. GIBSON, G.R.; ROBERFROID, M.B. Dietary modulation of the human colonic microbiota: introducing the concept of prebiotics. Journal of Nutrition, Madison, v.125, n.6, p.1401-1412, 1995.
5. LACHAN, L. et al. Saccharides of yacon [Smallanthus sonchifolius (Poepp. et Endl.) H. Robinson] tubers and rhizomes and factors affecting their content. Plant soil environment, Czech Republic, v.50, n.9, p.383-390, 2004.
6. MANRIQUE, I.; PÁRRAGA, A. Conservación y uso de la biodiversidad de raíces y tubérculos Andinos: Una década de investigación para el desarrollo (1993-2003). Jarabe de yacón: principios y procesamiento. Lima: Centro Internacional de La Papa, 2005. 40p.
7. SEMINARIO, J.; VALDERRAMA, M. El yacon: fundamentos para el aprovechamiento de un recurso promisorio. Lima, Peru: Centro Internacional de la Papa (CIP), Universidad Nacional de Cajamarca, Agencia Suiza para el Desarrollo y la Cooperación (COSUDE), 2003. 60p. Capturado em 20 nov. 2005. Online. Disponível na Internet http://www.cipotato.org/market/PDFdocs/Yacon_Fundamentos_password.
8. VALENTOVÁ, K.; ULRICHOVÁ, J. Smallanthus sonchifolius and Lepidium meyenii – prospective Andean crops for the prevention of chronic diseases. Biomedical Papers, Czech Republic, v.147, n.2, p.119-130, 2003.