BLOG

Estrategia em Alimento

Food Design: conheça esse conceito e saiba como ele pode alavancar a sua marca

A relação entre ser humano e alimento vem passando por diversas transformações ao longo dos anos. Durante o processo evolutivo do homem, o ato de se alimentar — que anteriormente envolvia apenas os aspectos nutritivos, ou seja, o “comer para sobreviver” — passou a envolver cada vez mais a degustação e a mobilização dos cinco sentidos. É justamente aqui que entra o conceito de Food Design.

E você, já sabe o que é Food Design e como ele pode ser utilizado na indústria de alimentos? Para descobrir a resposta dessas e de outras questões sobre o tema, continue conosco na leitura deste post!

Um pouco sobre o Food Design

O Food Design, como o próprio nome já indica, corresponde à categoria do design aplicada aos produtos alimentícios. O termo surgiu por volta de 1997 na Europa e, hoje, é organizado e amparado pela Sociedade Internacional do Food Design (IFDS).

Seu objetivo é elaborar e construir alimentos comunicativos e interativos, que aliam estética e funcionalidade e permitem uma relação mais aproximada entre marca e consumidor. Para entender como isso acontece, veja o tópico a seguir.

O conceito de Food Design na indústria de alimentos

O Food Design corresponde a um processo criativo que possibilita às marcas viabilizarem suas visões e estratégias de marca por meio de produtos que carregam em si um conceito. Nesses novos produtos, são propostas novas expectativas de sabor, formato, cheiro, embalagem e experiência de consumo.

Nesse sentido, o Food Design exige toda uma visão sistêmica: devem ser considerados fatores funcionais, de segurança, comunicacionais, interativos, sensoriais, etc., para a produção, distribuição e comercialização desses alimentos.

O resultado de todo esse processo é uma ferramenta poderosa para as empresas da indústria de alimentos, já que permite que as marcas se reinventem e ganhem destaque com o público em meio a um mercado amplamente competitivo.

Um dos grandes desafios e pontos-chave do Food Design é a questão de que o que está em jogo é nada mais, nada menos que o alimento — uma das categorias mais primitivas e essenciais à vida humana, carregando um forte vínculo emocional com as pessoas.

Por esse motivo, inovar não é uma tarefa tão simples. É preciso contar com uma estratégia bem fundamentada, que pode ser desenvolvida junto a uma consultoria especializada.

Como o Food Design é utilizado

O Food Design deve se basear no fato de que aspectos como a forma, a embalagem e, até mesmo, a disposição do alimento podem influenciar a decisão de compra do consumidor, despertando sensações de realização e bem-estar associadas ao consumo alimentar.

Esses elementos visuais e sensoriais na elaboração dos alimentos são estruturados por meio de conceitos fundamentais do design. Todas as formas, linhas, espaços, cores e texturas são pensadas e aplicadas não só para aprimorar a estética, como também para criar funcionalidade e transmitir as visões e valores da marca.

Lembre-se de que o estímulo que o produto desperta no consumidor é tão importante quanto o seu sabor. Exemplo disso é que várias pessoas acabam selecionando alimentos por esses fatores mencionados, e não pela sua qualidade nutricional em si.

Exemplos na prática

Utilizando os conceitos de Food Design, as marcas conseguem melhorar a configuração dos alimentos para facilitar o seu consumo (até mesmo adaptando-os a receitas) e proporcionar uma experiência melhor ao consumidor. Esse é o caso dos formatos de macarrão desenvolvidos especialmente para reter uma maior quantidade de molho.

Há também a questão da embalagem. Cada vez mais empresas vêm buscando se adequar às necessidades do consumidor ao projetar embalagens que permitem experiências sensoriais e degustativas — indo além de suas funções primárias de armazenamento e proteção.

Exemplo disso é a “Cookie Cup”, desenvolvida para a empresa italiana de café, Lavazza. Trata-se de uma xícara feita de biscoito e revestida internamente com um açúcar especial. Dessa forma, ela pode ser comida pelo consumidor depois de utilizada para beber o café da marca.

Agora você já sabe o que é Food Design e sua aplicação na indústria de alimentos. Trata-se de uma oportunidade para que as marcas cresçam e adquiram relevância por meio de seus produtos.

Caso tenha restado qualquer dúvida sobre o tema, deixe, agora mesmo, o seu comentário abaixo. Vamos adorar conversar com você!