BLOG

Estrategia em Alimento

Desperdício de alimentos: um problema de todos nós

O relatório do Estado da Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo 2022, lançado pela ONU em julho deste ano, aponta que o número de pessoas afetadas pela fome em todo o mundo subiu para 828 milhões em 2021. Por outro lado, um estudo feito pela Boston Consulting Group, consultoria internacional, estima que um terço dos alimentos produzidos no planeta se perde ou vai parar na lata de lixo.

Essa situação, além de preocupante, é um convite à reflexão, não é mesmo?

O estudo da Boston faz uma projeção para 2030 e estima que o mundo deixará de aproveitar 2,1 bilhões de toneladas de alimentos por ano. Este desperdício, além de causar um prejuízo financeiro de mais de um trilhão de dólares, impede que grande parte do que é produzido chegue ao seu destino final, que é a nossa alimentação. Milhões de pessoas estão passando fome neste exato momento, enquanto toneladas de comida se perdem no caminho. E isso envolve uma questão humanitária, visto que a situação da fome no mundo agravou-se com a pandemia e tem piorado com os efeitos da guerra na Ucrânia.

É importante lembrar que desperdício de alimentos também gera todos os impactos ambientais da produção (uso intensivo e poluição da terra e dos recursos hídricos, exacerbação da perda de biodiversidade, emissões de gases de efeito estufa) sem nenhum dos benefícios de alimentar as pessoas. E é por isso que combatê-lo é responsabilidade de cada um de nós, visto que grande parte deste desperdício acontece nos domicílios.

 

Referências Bibliográficas:

O inaceitável desperdício dos alimentos. Estadão, 2022. Disponível em: <https://opiniao.estadao.com.br/noticias/notas-e-informacoes,o-inaceitavel-desperdicio-de-alimentos,70004144146>. Acesso em 22 de Setembro de 2022.