PORTALRGNUTRI

INSETOS NA ALIMENTAÇÃO

agosto 25, 2017

Em 2050, seremos 9 bilhões de pessoas habitando a Terra, o que leva a uma crescente necessidade da produção alimentar. Há previsões de escassez de recursos agrícolas, água, florestas, pesca e biodiversidade, e por esse motivo, os insetos comestíveis estão entrando cada vez mais em cena.

O ato de consumir insetos é chamado de entomofagia e não é tão incomum quanto parece ser. A ideia de que os insetos são consumidos por falta de outros alimentos é uma percepção ocidental errônea, já que são considerados iguarias em muitos lugares. Estima-se que a entomofagia seja comum para, aproximadamente, 2.5 bilhões de pessoas no mundo, principalmente na África, Ásia e América Latina. A prática tem sido encorajada até mesmo pela FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação), pois, em geral, os insetos são nutritivos, ricos em proteínas, gorduras e fibras, podendo ser aliados contra a insegurança alimentar.

Além disso, o aumento do consumo de insetos poderia auxiliar na diminuição da produção dos gases do efeito estufa causados pela pecuária. Os insetos possuem uma alta taxa de conversão alimentar, o que significa que precisam de seis vezes menos alimentos do que o gado para produzir a mesma quantidade de proteína, tornando-os uma opção mais sustentável.

Atualmente, mais de 1900 espécies de insetos são reconhecidas como comestíveis e muitas empresas estão investindo neste mercado. Nos Estados Unidos já é possível encontrar diversos produtos à base de insetos, como barras de proteína, farinhas e biscoitos recheados. Recentemente, uma cadeia de supermercados da Suíça anunciou que serão lançados hambúrgueres e bolinhos de carne feitos com o “bicho-da-farinha”, além da inclusão de insetos secos ou congelados para venda. Parece que a entomofagia está chegando mais rápido do que imaginávamos!

Referência Bibliográficas:

FAO. Edible insects. Disponível em: http://www.fao.org/edible-insects/en/. Acesso em 3 de agosto de 2017.

FAO. A common food. Disponível em: http://www.fao.org/edible-insects/84742/en/. Acesso em 3 de agosto de 2017.

FAO. Nutrition. Disponível em: http://www.fao.org/edible-insects/84625/en/. Acesso em 3 de agosto de 2017.

FAO. Which insects? Disponível em: http://www.fao.org/edible-insects/84627/en/. Acesso em 3 de agosto de 2017.

Smithsonian.com. Insect-Based Munchies Coming to Grocery Stores Across Switzerland. Disponível em: http://www.smithsonianmag.com/smart-news/insect-based-nosh-coming-100-swiss-grocery-stores-180963118/ Acesso em 3 de agosto de 2017.